quinta-feira, 4 de maio de 2017

Feira Agroecológica no Baixo Pelinca

         A Feira Agroecológica acontece toda Quinta-feira no baixo Pelinca. Produtores de vários assentamentos de Campos comercializam frutas, verduras e hortaliças das 8h ao meio dia.O espaço também é aberto para o artesanato e para as doceiras que produzem geleias e bombons.Um coletivo de mulheres também oferece produtos de higiene e limpeza totalmente naturais.
         A Feira é um evento realizado pelo Fórum de Economia Solidaria ligado a Itep/Uenf.





sexta-feira, 7 de abril de 2017

Integrantes da ITEP vão participar do Grito Rock Goytacá


    Integrantes do Fórum de Economia Solidária da Incubadora Tecnológica de Empreendimentos Populares da UENF vão participar do 2° Grito Rock Goytacá.  Vão ser montadas três barracas com artesanato, doces e salgados. O evento que acontece no CEPOP, nos dias 8 e 9 de abril, vai contar com a apresentação de 20 bandas de rock de Campos e de outras cidades do país. Os organizadores também prepararam um espaço para crianças, além de food trucks, cervejas artesanais, oficina de turbante e tranças. A entrada é gratuita e os shows começam às 16h. 


quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Fórum de Ecosol em Campos realiza plenária nesta quinta (23).

Prezados trabalhadores, assessorias técnicas e gestores, convidamos a todos para nossa plenária mensal que acontecerá no dia 23 de fevereiro de 2017, excepcionalmente numa quinta-feira, às 13:30h, no Museu Histórico de Campos – Praça São Salvador. 

Tendo como pauta os seguintes tópicos: 

1- Relatos 
2- Rearticulação dos trabalhos para o ano de 2017 
3- Negociações com o novo governo municipal eleito em 2016 ( pauta extensa) 
4- Assuntos gerais 

Lembrando que para ser reconhecido como trabalhador da economia solidária, para as políticas públicas municipais, segundo a Lei 8.717/2016 , o trabalhador deve ter carta de adesão ao Fórum de Economia Solidária. 

Para ser um membro efetivo do Fórum, o trabalhador deve cumprir critérios e regras já estabelecidas no regimento interno. Um deles é o do comparecimento. " Art. 10 - O não comparecimento do/a representante dos empreendimentos (trabalhadores da Economia Solidária), assessorias técnicas e gestores públicos por três vezes consecutivas ou cinco alternadas, às Plenárias, implicará em comunicação a organização/entidades/gestor(a) público participante, para que seja providenciado a substituição dos/das representantes indicados(as), sendo que as organizações/entidades/gestor(a) público deverão representar justificativa das ausências". 

A coordenação está negociando a presença de representação do Governo Rafael Diniz nesta Plenária de Fevereiro. É de extrema importância o comparecimento de todos para o planejamento da criação do Centro de Economia Solidária, para que todos os envolvidos possam usufruir dos benefícios, tais como menor burocracia na parte de financiamento (crédito solidário) e espaços de comercialização oferecidos pelos órgãos públicos. 

Atenciosamente, Sinome Gonçalves - Secretária Executiva e membro da coordenação